Páginas

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Sufoco - quero minha agenda de papel de volta!

Não acreditei quando cheguei em Detroit e meu celular deu pane. Ficou aquela tela com um círculo, um triângulo e uma exclamação ! Um dentro do outro e está assim até agora. Danou-se.
Estou viajando para um casamento na Filadélfia, e uma amiga vai me pegar na estação do trem. Por garantia, ela me passou o endereço, que ficou no whatsapp, não anotei num papel. Aliás, não sei nem o número do telefone dela.
Na conexão em Detroit, vi que estava sem telefone. Desliguei, tirei a bateria, deixei o bichinho descansando, e nada.
Chegando em Nova York, dei uma volta pelas lojas de assistência técnica e ninguém vende bateria para celular. Nem na BH... Comprei um novo aparelho, só que viajei sem contratar roaming internacional, daí não consegui habilitar o whatsapp, pois necessito receber uma senha numérica via SMS para habilitar o sistema. Sorry.
Ainda bem que o que está na nuvem está me salvando.
É...

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Montevidéu

No caminho entre Montevideo e Punta Del Este tem um povoado chamado Punta Balena, cuja situacão geografica remete às paisagens gregas. Lá se pode visitar a Casa Pueblo, construída por Carlos Paes Vilaró, inspirado na arwuitetura europeia, utilizando a técnica de um passaro conhecido como "hornero", que constroe sua casa com barro.
Uma arquitetura inusual e que enche os olhos de tanta beleza. 
Lá se pode visitar o Museo - Taller Casapueblo todo dedicado ao seu criador. Possue oficinas para ensinar a técnica de pintura utilizada por Paes Vilaró.

domingo, 6 de setembro de 2015

Porto Valtavagli - Lago Maggiore

Entrei no google maps e pesquisei como fazer para ir ao Lago Maggiore, pois me disseram que era um excelente passeio. E é.
Só que o sistema me indicou a cidade de Porto Valtavagli, fiz outra pesquisa e não encontrei muito o que fazer na cidade, mesmo assim decidi ir, pois quero conhecer inclusive pequenas cidades que tenham seu charme.
A cidade é bem pequena e além de estar na beira do lago e fica no pé de uma serra. O clima aqui se parece muito com Campos do Jordão e no caminho  deu para ver algumas montanhas já com alguma neve, apesar de estarmos no final do verão.
Se vier de trem, como eu, prepare-se para andar, pois para chegar ao Duomo, há uma subida longa e bem inclinada.
Existe um passeio para visitar o lago, que sai às 10h, mas eu não sabia,  fui conhecer a cidade e qdo voltei, já tinha partido, mas é um passeio que dura o dia todo, então vc tem que priorizar o passeio de barco, para qdo voltar dar um giro pela cidade.
O estresse se deu por conta da estação de trem estar fechada e não havia onde abonar a passagem, mas finalmente surgiu um passageiro e informou que o abonamento pode ser feito dentro do trem, o que pude confirmar.
Também não existe serviço de banheiro na estação. Achei tudo muito abandonado, pensei que fosse porque fiz meu passeio num domingo, mas uma senhora que tb pegou o trem ali disse que faz tempo que a estação está abandonada daquele jeito.
Um bonito passeio, mas para fazê-lo  completo, chegue antes das 10h da manhã, para curtir o lago.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Bérgamo cidade alta

Vista da Piazza Vecchia e do Il Campanone

Bérgamo uma cidade histórica

Erguida sobre uma colina que foi primeiramente colonizada no século 6 a.C. e foi reconhecida como municipium pelos romanos em 49 d.C.

Os muros de 20 metros de altura que a rodeiam, entretanto, só começariam a ser levantados em 1561, pela então Sereníssima República de Veneza, que dominava a região. Cercadas por jardins de macieiras, esses imponentes paredões são crivados por quatro portões: a Porta Sant'Agostino, a Porta San Giacomo, a Porta Sant'Alessandro e a Porta San Lorenzo. Ao cruzá-los, o turista irá se deparar com construções muito mais antigas que qualquer história relacionada ao Brasil e que hoje abrigam museus, teatros, restaurantes de primeira linha e sorveterias convidativas. fonte: http://viagem.uol.com.br/guia/italia/milao/roteiros/vizinha-de-milao-cidade-de-bergamo-e-paraiso-historico-desconhecido/index.htm
Meu acesso à cidade alta foi pelo funicular, e dali fui visitar a Cappella Colleoni, uma das mais agradáveis de visitar, pq tem som ambiente, que remete à oração.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Bergamo

Começamos bem a viagem, esqueci de abonar o bilhete e tive que pagar outro com multa. Ainda bem que a passagem era barata e só perdi €10.... Sacanagem!
Agora aprendi. A passagem tem que ser abonada na maquininha, antes de entrar no trem.
Que cidade linda! Muita coisa pra ver e sentir, maravilhosa mesmo!
Chegando na estação fui direto no setor de informações para pegar dicas de passeio. Eles tinham itinerário para 6 ou 12 horas. Chique, né?
Dali segui pela rua principal até o funicular, para alcançar a cidade alta, não sem antes visitar a igreja da cidade, que tb tinha velas elétricas, que acendem mediante doação.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Bologna

Passeio de um dia só. Peguei o trem na estação central de Milão e vim percorrer as vielas do centro  de Bologna, todo sendo restaurado. Não viajei num bom momento, férias e monumentos sendo restaurados, me lembrou a vez que fui para Porto Seguro, por ocasião dos 500 anos do Brasil, tudo com tapume.
Enfim, deu pra passear na cidade e andar pelos restaurantes perguntando se tinha polenta. Mas não tinha.
Conversando com uma senhora que vive aqui, ela disse que qualquer restaurante tem polenta, se não tem, eles fazem na hora, que foi má vontade do funcionário. Enfim. Torno a casa sem comer polenta. Ponto pra minha nutri que disse para eu não abusar... Hehehehe